Psicomotricidade

Disciplina e prática cujo o objecto é o corpo com os seus componentes biológicos, psicológicos, cognitivos e sociais; tomando como instrumento de acção, relação e pensamento, que permite o sujeito tomar consciência de si, da medida em que se relaciona com os outros, com os objectos e com o meio que o rodeia.


Proprioceptivo

Sistema sensorial resultante da actividade de receptores localizados ao nível do musculo (Fuso Neuro-Muscular) do tendão (Corpúsculos de Golgi) e do labirinto, e que fornecem informações referentes à posição e ao movimento dos membros do corpo.


Praxia

Movimento intencional, organizado, tendo em vista a obtenção de um fim ou de um resultado determinado. Não é um movimento reflexo, nem automático, é um movimento voluntário, consciente, intencional, organizado, inibido, isto é, humanizado, sujeito portanto a um planeamento cortical e a um sistema de autoregulação.


Postura

Posição, atitude, forma de estar, situação, disposição de uma pessoa, animal ou coisa.


Período sensório-motor

Primeiro dos períodos de desenvolvimento cognitivo de piaget; caracteriza os primeiros anos de vida, quando os bebés aprendem pela primeira vez a conhecer o mundo através dos seus sentidos e actividades motoras.


Percepção

Forma como o cérebro organiza e interpreta a informação sensorial. É a capacidade de um indivíduo para dar sentido a objectos, acontecimentos e situações. Organização pela qual se constitui a representação de diversas formas, tais como auditiva, olfactiva, táctil e cinestésica.


Paratonia

Incapacidade de relaxamento voluntária da musculatura.